Em Curitiba, policiamento de proximidade é realidade

Meta da gestão Rafael Greca de reduzir danos ao patrimônio é alcançada, com a Guarda Municipal recebendo investimentos expressivos

Durante a gestão Rafael Greca, o perfil da Guarda Municipal de Curitiba mudou. Com inclusão de pessoal e reequipamento da estrutura da corporação, o programa de policiamento de proximidade deslanchou. Nesta quarta-feira (21/10), Greca, que é candidato à reeleição pelo DEM, visitou o Centro Histórico para acompanhar o trabalho dos agentes de segurança municipais e apresentou projetos para trazer ainda mais melhorias ao setor.   

Nos últimos anos, tanto no Centro quanto nos bairros, a presença de guardas municipais nas ruas, parques e praças aumentou, panorama comprovado pelo aumento no número de ocorrências atendidas, de apoio prestado ao cidadão e de prisões por condutas suspeitas e criminosas em flagrante.

O número de ocorrências diárias atendidas aumentou em 2,5 vezes, passando de uma média de 61 no ano de 2017 para 155 por dia, em 2020. Já o total de prisões diárias passou de 4 para 7, no mesmo período.

Estipulada no início da gestão, a meta de reduzir em 30% os danos ao patrimônio público foi alcançada. De 2.638 registros desta modalidade criminosa no ano de 2016, o número caiu para 925 nos primeiros oito meses de 2020 – 65% de redução no índice de danos ao patrimônio público.

O combate à microcriminalidade, associada ao tráfico de drogas, foi feito por ações periódicas, muitas delas com o apoio do sistema de videomonitoramento, que flagrou a atividade criminosa em praças da cidade.

Greca citou que as câmeras utilizadas pela Guarda Municipal foram substituídas por outras de tecnologia mais avançada no Centro Histórico, Terminal Guadalupe, Rua Marechal Deodoro e praças da região central.

“Já estão em fase de teste, as novas câmeras de videomonitoramento, que serão instaladas em pontos estratégicos da cidade e irão integrar o projeto Muralha Digital. A nova tecnologia inclui equipamentos de alta resolução full HD, câmeras com reconhecimento facial, panorâmicas, térmicas e com reconhecimento de placas de veículos. E, para permitir o compartilhamento de câmeras instaladas pela iniciativa privada, foi aprovada a Lei Municipal de Videomonitoramento”, explicou Greca.

Também está nos planos do prefeito Rafael Greca dar sequência na ampliação do efetivo da Guarda Municipal, a contínua atualização de equipamentos e a revitalização da academia da Guarda Municipal.

Greca ainda expandirá o programa Nova Morada, que, em dois anos, atendeu cerca de 943 pessoas em situação de rua e inseriu mais de 170 pessoas no mercado de trabalho. O programa tem em sua estrutura três hotéis voltados para dependentes químicos, que oferecem de 4 a 6 meses de tratamento para essas se libertarem do vício.

Acréscimo no efetivo – Com o foco na proteção do cidadão, os resultados conquistados pela Guarda Municipal desde 2017 foram possíveis com investimentos que priorizaram a área da Defesa Social. Compromisso assumido pelo prefeito Rafael Greca, a contratação de novos profissionais para a corporação ultrapassou a meta inicialmente estipulada, que era de 400 guardas.

Em quatro anos, ingressaram 462 guardas, proporcionando um aumento real de 27% no efetivo, mesmo com desligamentos, aposentadorias e falecimentos de servidores do quadro. Acréscimo este que ampliou a atuação dos profissionais em áreas diversas, com destaque para operações preventivas no transporte coletivo, de forma a evitar crimes como furto e roubo, e um atendimento rápido a atender denúncias como as de assédio sexual dentro do ônibus.

Os guardas também passaram, após capacitação técnica específica, 604 deles podem atuar no trânsito, com um grupo de trabalho juntamente aos agentes de trânsito e, além disso, nos bairros (núcleos regionais), para coibir excessos para os quais havia muita demanda da população, como estacionamento irregular – que pode provocar brigas – falta do uso do cinto de segurança e utilização do celular na direção, que comprometem a segurança viária.

Núcleos equipados – Para o trabalho diário, os dez núcleos da Guarda Municipal dispostos pelas regionais da cidade contam com um novo conjunto de materiais, módulos móveis, motos e viaturas adquiridas. Como forma mais moderna de patrulhamento e ações preventivas, na área da segurança pública, a utilização de módulos móveis foi intensificada em ações regionalizadas de policiamento de proximidade – foram adquiridos oito novos módulos, totalizando 11 deles por toda a cidade, 26 novas motos e 35 viaturas novas locadas.

Além dos módulos móveis, os guardas lotados nos núcleos regionais têm à disposição duas motos, uma caminhonete – foram dez compradas durante a gestão – e kits antitumulto. Da frota total de viaturas à disposição da corporação, 65% contam com localização em tempo real por GPS.

Com o aumento do efetivo e sua distribuição para os núcleos da Guarda Municipal foi possível organizar as equipes de atendimento do policiamento de proximidade, durante todos os dias da semana. Nos primeiros quatro meses do ano foram 2.352 operações do projeto em pontos estratégicos, nas dez regionais.

Os guardas receberam botas, agasalhos, conjuntos impermeáveis para motociclistas, jaquetas, luvas de couro, joelheiras, cotoveleiras, uniformes para operações especiais e munição menos letal. Foram adquiridos drones, coletes balísticos e pistolas calibre 380. As sedes administrativas da Guarda Municipal e do Grupo de Operações com Cães (GOC) foram reformadas.

Ciclopatrulha – Foram adquiridas 33 novas bicicletas e 40 guardas municipais passaram por uma capacitação para a tarefa, desenvolvida nos parques Náutico, São Lourenço, Jardim Botânico, Barigui, Tingui, Bacacheri, Atuba, Passaúna e Passeio Público. Também foi possível iniciar o patrulhamento na ciclovia que liga o Passeio Público ao Parque São Lourenço.

Confira mais avanços conquistados na área de Defesa Social clicando AQUI.