Memorial Paranista e teatro da CIC fomentarão a Cultura

Propostas do prefeito Rafael Greca para a área cultural da cidade contemplam ações que mesclam a inovação e tradição

A Cidade Industrial de Curitiba vai ganhar o Cento Cultural da CIC, um equipamento cultural comparável aos espaços culturais existentes na região central da Cidade. É nesse espaço que a Camerata Antiqua de Curitiba poderá realizar seus espetáculos, assim como demais produções culturais. Essa é uma das propostas do prefeito Rafael Greca, candidato do DEM à reeleição à prefeitura de Curitiba, na área cultural. Além do teatro da CIC, o Memorial Paranista, no Parque São Lourenço, é outro grande espaço que proporcionará ações culturais diversas e oficinas de economia criativa.

“Cultura é o que fica dentro da gente. É a essência urbana, extensão da nossa sensibilidade e do nosso coração”, afirmou Greca, ressaltando que o principal desafio da será estimular a cultura e a arte de acordo com o novo normal, provocado pela pandemia da covid-19.

Para isso, Greca pretende fomentar as produções artísticas locais, por meio do lançamento de novos editais do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura, e da implantação da nova Lei Municipal de Incentivo à Cultura. “Vamos potencializar os editais de Cultura para fomentar os espaços culturais da cidade”, disse Greca.

Dentre as propostas novas estão consolidar a cultura popular por meio de calendário regular nas 10 regionais, fortalecer e ampliar a inovação na área cultural  por meio do Coreto Digital do Passeio Público e do Cine Passeio, que ampliará sua programação para o Cine Guarani, estimular a formação de alunos e profissionais da área de Patrimônio, viabilizando intercâmbios nacionais e internacionais, e ampliar a difusão cultural incrementando o programa da Fundação Cultural Digital.

“Vamos fortalecer a gestão da Cultura em Curitiba com inovação e preservação da memória e do patrimônio”, reforça o prefeito Rafael Greca. Na área de preservação da memória e do patrimônio, estão previstas a consolidação das ações da Escola de Patrimônio e Liceu das Artes e Ofício, promovendo a pesquisa, e o aprimoramento do sistema de consulta on line, permitindo o acesso público a mais de 350 mil documentos indexados dos acervos da Casa da Memória, dos museus municipais e bibliotecas.

Conquistas da gestão – Além das propostas, como prefeito Rafael Greca deixa um legado para área cultural em sua atual gestão. Edições recordes em participações na Oficina de Música de Curitiba, inauguração do Cine Passeio, abertura da Escola de Patrimônio – Liceu das Artes, lançamento dos programas MusicaR, Pavilhão Étnico, Vivências e Convivências 60+ e Praça do Circo, realização do Aniversário da Cidade com encenações didáticas, ressurgimento do Natal Luz dos Pinhais, investimento de R$ 70 milhões em projetos culturais,  criação do Coreto Digital e lançamento do programa FCC Digital, adaptando as atividades culturais para os meios virtuais durante a pandemia de covid-19. Essas foram algumas das grandes entregas de Greca para a Cultura curitibana nos últimos anos.

Sob a gestão Rafael Greca, a Fundação Cultural de Curitiba revigorou a cultura da cidade por meio de uma política voltada a promover o desenvolvimento sociocultural e artístico, com avanços significativos no atendimento dos trabalhadores do setor cultural e da população de todos os bairros.